Conteúdo positivo: tendência que foca na divulgação de notícias boas

Mescla
4 min readMar 1, 2023

Não é novidade que o ser humano tem uma atração meio mórbida por notícias ruins e trágicas. Inclusive isso já foi comprado por estudos, como o da revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences de 2019, que mostrou que a tendência de reagir mais fortemente às notícias de conteúdo negativo é um fenômeno global. Os pesquisadores mediram as reações fisiológicas dos participantes e concluíram que, ao redor do mundo, as pessoas são mais “ativadas” por notícias com conteúdo negativo do que por histórias positivas.

Sendo que durante a pandemia a gente teve algumas mudanças: primeiro, que as pessoas aumentaram o seu tempo on-line e, consequentemente, a produção de conteúdo em diversas plataformas cresceu também. Só para você ter ideia, segundo dados da DOMO (Data Never Sleeps) de 2022, na internet, hoje, por minuto, a gente produz 17 milhões de mensagens que enviadas por celular, 1,7 milhões de conteúdo postados no Facebook, 500 horas de conteúdo de vídeo no Youtube, 67 mil fotos são compartilhadas no instagram, mais 347 mil Tweets. Por minuto, Edjane! Isso é muuuito conteúdo. E como você pode imaginar a maior parte do conteúdo é negativo. E isso tem gerado nas pessoas uma hiper fadiga, de uma sensação gigantesca de impotência, porque é difícil a gente lidar com tantas crises, sejam sociais, políticas, econômicas, de saúde e, ainda, manter a saúde mental. Então, tem pessoas literalmente decidindo não consumir mais notícias ruins e procurar aquelas que tenham um significado positivo nas suas vidas.

Para deixar claro, que eu não eu não estou falando aqui, da positividade tóxica, onde precisamos estar felizes o tempo todo, no mundo encantado da internet, mas o conteúdo positivo como uma espécie de “desintoxicação digital” para minimizar o impacto dos ciclos de notícias negativas em nosso bem-estar. A gente sabe que manchetes negativas dão clique e audiência, mas algumas inovações apostam exatamente no oposto. E são sobre essas inovações que eu vou falar hoje.

Hoje tem surgido portais especializados em espalhar good vibes. Tem o Só notícia boa, que divulga as melhores notícias que estão rolando tanto aqui no Brasil quanto fora, e tem o objetivo formar uma geração de pessoas mais gentis, criativas, solidárias e altruístas. Também tem o Jornal de Boas Notícias, que o seu slogan “Leia sem Medo!” e reúne conteúdos positivos do Brasil e do mundo.

Outro movimento, são os portais tradicionais de notícias que estão criando páginas específicas só para boas notícias como o HuffPost: Good News, que tem uma seção grande o suficiente para chamar de mini-site próprio com foco apenas em notícias edificantes. Algumas das histórias são tópicos fofos, universalmente relaxantes, como animais de estimação adoráveis, enquanto outras se aprofundam nos eventos atuais para encontrar fontes de inspiração. No Brasil, o G1 tem uma editoria chamada “Olha que legal”. A CNN Brasil segue a mesma linha ao dedicar uma parte do seu site o “Boa Notícia”, para o conteúdo positivo, bem como o Ecoa Uol. Aqui em Alagoas, o portal Agenda A, do colunista da Nova Brasil Maceió, Rodrigo Cavalcanti, costuma trazer diversas matérias com abordagens positivas de histórias que orgulham o estado.

Também existem iniciativas em outros formatos como o aplicativo Good News. Com o slogan “Sua Dose Diária de Otimismo”, o app se propõe a combater o atual desequilíbrio no consumo de notícias, trazendo à tona notícias positivas, com uma curadoria de histórias esperançosas, inspiradoras e motivadoras. Aqui no Brasil, tem o instagram do Razões para Acreditar atende este comportamento que deve ganhar mais e mais adeptos.

Como uma derivação desse movimento, surgem novos negócios como agências especializadas em produzir conteúdo positivos para marcas, como a Positive Content Creation, que propõe desenvolver conteúdos que causem efeitos positivos nas pessoas e no planeta.

Foco nas crianças

Se já é difícil para um adulto lidar com tanta informação ruim em excesso, imagina as crianças. Pensando nisso, a Positive On-line Content Campaign é uma iniciativa que busca garantir que as crianças tenham acesso a experiências on-line positivas de alta qualidade, desde tenra idade pode ajudá-las e capacitá-las a se tornarem cidadãos ativos e participativos. A ideia é estimular a criação de conteúdo digital voltado para crianças, que permite que elas aprendam, se divirtam, criem, desfrutem, desenvolvam uma visão positiva de si mesmas e respeito por sua identidade, potencializem sua participação na sociedade e produzam e distribuam seu próprio conteúdo positivo.

Fale com a Mescla

Para saber como a Mescla pode te ajudar, entre em contato através do nosso Whatsapp clicando aqui. E se quiser receber a nossa mistura mensal de tendências e inovação, é só assinar a news.

--

--

Mescla

Conectamos mudanças de comportamento com ideias personalizadas para o seu negócio. 👑 + de 200 projetos executados 🚀 clientes em todo o BR